AdoteUmCara.com.br

Astrologia Básica para Iniciantes II

Os planetas

Se, no mapa astrológico, as casas representam os cenários e aspectos da vida, os planetas são os protagonistas: eles são os encarregados de dar vida à área em que se encontram por casas. Além da estrela sol e do satélite lua, os planetas utilizados na astrologia são Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão.

O Sol e a Lua são as luminárias (elas iluminam). Os sinais que estão na Lua, Sol e Ascendente (1ª casa) são os sinais mais importantes na carta de nascimento. Eles vão sempre em frente, nunca retrocedem e sua luz é intensa, então eles são os corpos celestes com mais vitalidade.

Mercúrio, Vênus e Marte são os planetas pessoais, já que são os mais próximos da Terra e do Sol. Eles representam o caráter e os aspectos mais cotidianos da vida. Mercúrio representa intelecto e comunicação. Vênus representa nossos gostos e amor, e Marte representa a ação e a capacidade de iniciar.

Júpiter e Saturno têm ciclos mais lentos do que os planetas anteriores, portanto, são planetas sociais. Eles representam a esfera pessoal na comunidade e estão encarregados de definir nosso comportamento e adaptação na sociedade.

Urano, Netuno e Plutão são os planetas mais lentos do sistema solar, demorando mais do que os demais a completar seus ciclos. É por isso que foram designados como os planetas transpessoais, ou em outras palavras, transcendem o indivíduo e englobam grandes ciclos de vida (gerações) e ciclos históricos.

O que significa quando um planeta é retrógrado?

Há algum tempo, as pessoas vêm falando (mais do que de costume) sobre os planetas retrógrados e como eles nos afetam ou a má fortuna que trazem. Como em tudo na vida, é preciso conhecer os dois lados da mesma história. A retrogradação de um planeta não implica em má energia, mas em energia que deve ser utilizada sabiamente.

Que um planeta está em retrocesso significa que a Terra está acelerando por causa de sua proximidade com o Sol, então parece que o planeta está retrocedendo. As retrógradas são as mais próximas da Terra e do Sol. Cada momento retrógrado quer dizer que o significado de um planeta precisa ser revisto e reformulado. Embora cada retrógrado afete os signos do zodíaco de maneira diferente, há certas coisas a se ter em mente em relação a eles:

- Júpiter é o planeta das possibilidades e da abundância. Se for retrógrado, nossos desejos e aspirações podem levar mais tempo para chegar do que o esperado. É nesse momento que passa a ser importante praticar a paciência.

- Marte é o planeta do "eu", portanto, se for retrógrado, é um bom momento para olharmos para nós mesmos, tirar todo o "veneno" que temos dentro de nós, analisá-lo e praticar o autoconhecimento.

- Mercúrio é o planeta da comunicação e do movimento. Apesar do que é dito, não é um evento negativo, mas uma oportunidade para pausar, rever o caminho que estamos tomando e analisar se a direção é a correta ou se estamos prestes a cair. O retrógrado do mercúrio pode nos dar informações que não víamos antes por causa de nosso ritmo acelerado.

- Vênus representa relações emocionais e sociais, portanto, se for retrógrado, pode levar à confusão neste aspecto da vida. Como afeta diretamente as relações, pode haver conflitos, mas a boa notícia é que este é o momento perfeito para procurar melhorar e resolver tudo o que nos retém e nos impede de ir mais longe.

Deseja saber mais?

Eita! Se você chegou até aqui, as estrelas nos dizem que você foi mordido pelo bicho da curiosidade e quer saber mais sobre o surpreendente mundo da astrologia. Não precisa pedir duas vezes! Aqui estão nossas recomendações literárias para que você possa começar a entender a vida, olhando tanto para o universo quanto para si mesmo:

- A astrologia de nós dois: Como entender e melhorar cada relacionamento em sua vida (Gary Goldschneider, 2019).

- Normas práticas para a interpretação do Mapa Astral (Stephen Arroyo, 1991).

- Os signos do zodíaco (Linda Goodman, 1984).

- Astrologia: A sabedoria dos astros no seu dia a dia (Carole Taylor, 2020).

- Astro Poets: Your Guides to the Zodiac (sem tradução para o português) (Dorothea Lasky, 2020).

- Ciclos astrologicos e periodos de crise (John Townley, 1999).

Se você gostou deste artigo, pode gostar também de:

Astrologia Básica para Iniciantes I

back to top