AdoteUmCara.com.br

AdoteUmCara.com.br

Amor ou paixão: descubra a diferença!

Você sente borboletas no estômago ao receber uma mensagem, fica com um sorriso bobo no rosto quando pensa na pessoa e seu coração bate mais rápido quando vocês se encontram... na sua mente, só pode ser a pessoa feita para você! Mas você tem certeza de que esse sentimento é amor ou pode ser apenas uma paixão?

No adote, decidimos lançar um olhar mais científico sobre essa questão e elaborar uma lista de cinco coisas que diferenciam o amor da paixão. Eis aqui os resultados da nossa análise, que com certeza vão te surpreender.

Sob a influência de uma droga

No início de um relacionamento, independentemente de ser baseado em paixão ou amor, a gente se sente como se estivesse sob a influência de substâncias psicoativas. Isto se deve ao hormônio da felicidade, a dopamina, que é produzida quando você está com essa pessoa. Entretanto, a luz vermelha deve acender quando este estado se prolonga por muito tempo e você se encontra em uma montanha-russa emocional, o que pode te levar a se questionar se gostaria mesmo de estar ali ou até a uma sensação de estar se perdendo na relação.

No amor, você curte o que é real

Quando você tira as lentes da paixão e ainda se sente confortável o suficiente para ser você mesmo com aquela pessoa, é um sinal de que é amor. É importante também perceber e reconhecer que as falhas da outra pessoa são parte de sua personalidade e tentar aceitá-las e não mudá-las. Quando o sentimento é de pura paixão, assim que um defeito é identificado, ele é coberto por desculpas ou pela tentativa de não transformar a questão em algo de grande importância. No entanto, esta tática só funciona por um momento, até que a falha seja percebida novamente.

Na paixão, é o físico que atrai

Está escrito em nosso código evolucionário que precisamos reparar nas características físicas do outro e é simplesmente mais forte do que nós. Ou gostamos de alguém ou não gostamos. E é isso. A pergunta que você deve fazer a si mesmo é se, tendo estado em um relacionamento por muito tempo, você ainda presta atenção principalmente à atratividade física da pessoa. Quando você fala dela, você se concentra apenas em quão bonita ou atraente ela é, ou você se refere mais à sua personalidade? Vale a pena refletir sobre isso.

Proximidade ou intimidade

Ao passar tempo separados, quer o relacionamento seja baseado no amor ou na paixão, é provável que vocês sintam falta um do outro. A diferença está em como os dois experimentam a saudade. Em uma relação baseada no amor você sente uma espécie de separação, você simplesmente sente a falta da presença da outra pessoa. Em um relacionamento baseado na paixão, você anseia principalmente por contato físico e este é muitas vezes o tópico de conversa quando os dois estão longe um do outro.

Em uma relação baseada na paixão, há um risco maior de ciúmes

Em qualquer tipo de relacionamento, é provável que haja algum grau de ciúme. Entretanto, quando há amor, ambos percebem o valor da confiança mútua. A longo prazo, um parceiro possessivo não fará você se sentir especial e feliz e, como resultado, vocês acabarão terminando. Se você está em um relacionamento baseado na paixão, é provável que você ache outras pessoas atraentes além dele ou dela. Esta situação pode fazer você se sentir inseguro, pois não se sentirá exclusivo e/ou que as coisas estão claramente definidas. Se isto acontecer, é um sinal de que este tipo de relacionamento não é para você.

Se gostou deste artigo, você vai gostar também de:

10 coisas que você precisa perguntar antes do primeiro encontro
back to top